Quando criança, presenciei várias vezes o seguinte fato: estávamos a brincar — éramos 5 irmãos —e algum dentre nós mais atrapalhava do que brincava. Dizíamos para o “turbulento”:

— Você já pediu a bênção de mamãe, hoje?

— Chii… não pedi…

— Então vá pedir e venha brincar direito.

Era o que acontecia: depois da bênção da mamãe ele voltava e… brincava direito.

Quando nos acharmos atrapalhados, “turbulentos” ou tristes, por que não pedir a bênção a uma Mãe que está sempre perto: Nossa Senhora.

Veja que bela forma de pedir essa bênção no VÍDEO: