Inscreva-se ao Blog

Digite seu endereço de email para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por email.

Calendário

julho 2013
D S T Q Q S S
« jun   ago »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Posts mais vistos

Revista Arautos

Revista Arautos do Evangelho

Revista Arautos do Evangelho

Quem se deu a quem?

Missa celebrada pelo Pe. Antônio Guerra, EP

Quando alguém se consagra a Deus, é a pessoa que se dá a Ele ou é Ele que se dá à pessoa?

Imaginemos a alegria dos pais de um jovem sabendo que Deus o escolheu para ser mais ainda seu que antes. Foi essa alegria que enchia os corações de quem esteve presente à consagração a Jesus pelas mãos de Maria feita por mais um grupo de jovens na casa dos Arautos do Evangelho.

Por que consagrar-se a Jesus pelas mãos de Maria? O Pe. Antônio Guerra, EP, deixou isso claro tanto na Missa em que se deu a consagração como na confraternização que se seguiu.

Não há caminho melhor para chegar a Jesus senão o que Ele mesmo escolheu para vir a nós: Maria Santíssima. Ele, Deus, não poderia fazer nada imperfeito. O caminho por ele escolhido não poderia ser mais perfeito.

Momento da consagração do jovem.
Os pais põem a mão sobre o ombro do filho

Foi este caminho — Maria Santíssima — que um novo grupo de jovens escolheu para se entregar mais especialmente a Jesus.

Essa devoção é amplamente explicada por São Luís Grignion de Montfort em seu “Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem” e praticada por incontáveis Santos, Papas, etc.

A cerimônia é muito apropriadamente feita no momento do ofertório da Missa: no mesmo momento em que são oferecidos o pão e o vinho a serem consagrados, dá-se a consagração.

Pai de consagrado abraça efusivamente o filho que deu a Deus

Os consagrados, ajoelhados aos pés da imagem de Nossa Senhora, tendo como testemunha o Sacerdote, pronunciam e assinam a fórmula de consagração. Os pais — muitas vezes emocionados — confirmam a entrega do que têm de mais precioso: o filho. Para isso, põem a mão sobre o ombro do consagrado, como a dizer: “Sim, ó Mãe Santíssima, nós vos entregamos este nosso filho”.

O exemplo dos filhos moveu os pais: vários querem agora consagrar-se do mesmo modo. E vários querem que os filhos sejam seus “padrinhos” nesta entrega: querem que os filhos estejam com as mãos sobre seus ombros na hora da consagração.

E que ombros! Sobre eles, estes jovens, quando pequeninos, adormeciam confiantes na proteção materna. Agora essa proteção os lembra de mais uma, e quão grande, proteção que recebem: a mesma que recebeu o Menino Jesus.

Confraternização após a Missa e consagração

Após o belo ato, na confraternização que se seguiu, a alegria era geral: a dos jovens consagrados por agora pertencerem ainda mais a Jesus; a dos pais por poderem dar a Jesus o que mais amam; a dos arautos por verem a devoção a Nossa Senhora — um dos fundamentos de seu carisma — encontrar eco nos corações.

2 Comments

  1. Marcos Kleina
    18 julho, 2013    

    Salve Maria ! Alegria imensa, pelo nosso filho ter se consagrado a Virgem Maria, não há como descrever tamanha emoção..Agradeçemos a Deus pela graça recebida e de todo coração aos Arautos do Evangelho, que prepararam tão bem o nosso filho para este momento.
    Salve Maaria !!

  2. Leila Scopim
    14 julho, 2013    

    Lindíssimo…Fiquei emocionada em ler este artigo…
    Que Nossa Senhora abençoe cada vez mais essa família de Arautos que só está crescendo..

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>