Como é o fim de ano nos Arautos??

Salve Maria!

No último dia do ano de 2019 os Arautos do Evangelho Curitiba/Piraquara realizaram Missa Solene com exposição e bênção do Santíssimo, recitação da Consagração a Nossa Senhora e cântico do Te Deum.

Em confraternização com as famílias provaram uma fantástica salsichada Alemã.

Este é o fim de Ano dos Arautos do Evangelho de joelhos agradecendo o ano que passou e cantando as Graças e preparando-se para perplexidades do ano que se inicia.

Venha conhecer os Arautos do Evangelho

Missas todos os domingos as 17h

Rua Anthenor Gaspar Zeni, 415 – Botiatuvinha – Piraquara – Pr

 

Bispo de São José dos Pinhais visita os Arautos

Salve Maria!

Tivemos a alegria de receber em nossa casa a Dom Celso Marchiori – Bispo Diocesano de São José dos Pinhais.

Venha com sua família visitar-nos!

Rua Gaspar Anthenor Zeni, 415, Botiatuva (Antiga Estrada Jess, 707) – Piraquara-PR

Link: https://www.youtube.com/watch?v=Kdad3–yhok&feature=youtu.be

Um perfume de Natal no ar

Aproximando-se as festas de fim de ano, as casas já começam a ser adornadas com arvorezinhas, quase todas artificiais, cheias de bolas e enfeites coloridos, as lojas se preparam para vender mais, os funcionários fazem horas extras, contrata-se alguém para vestir-se de Papai Noel, e todo mundo fica à espera do décimo terceiro para a ceia e para os presentes, ou para as viagens.

Todos se preparam para viver esses dias de feriado, de festas e de gozo. Mas foi sempre assim, tão reduzida aos seus aspectos materialistas, a época do Natal? Lembram-se hoje as pessoas d’Aquele de quem celebramos o nascimento?

Tempo houve em que os dias que antecediam o esperado 25 de dezembro traziam um perfume sobrenatural no ar. Bem antes, a alegria dominava os corações. A cidade se enfeitava mais, armavam-se árvores e compravam- se os ingredientes para as deliciosas ceias.

Os adultos saíam misteriosamente à rua, voltavam carregados de pacotes e os pequenos não se davam conta de nada… ou pelo menos sentiam gosto em parecer que nada percebiam! Nem sempre os presentes eram caros, mas dados com todo o afeto! Dominava a tudo a figura do Menino Jesus.

O presépio

Ao lado dos pinheirinhos, às vezes tão altos que chegavam ao teto da casa, o presépio nunca podia faltar.

Buscava-se musgo nos campos ou nos mercados, plantava-se arroz em pequenos vasinhos no dia 8 de dezembro, festa da Imaculada, para que no dia 24 estivesse bem crescidinho, tudo feito para dar o ar mais real possível à gruta de Belém, onde ia nascer o Salvador. A manjedoura vazia só ia ser ocupada na madrugada do dia 25, quando nascesse o nosso Redentor.

Os Magos, ao longo dos dias, iam percorrendo o caminho, seguindo a estrela que os guiava, e só chegavam na santa gruta no dia 6 de janeiro, como narram as mais antigas tradições.

O dia 24 de dezembro já amanhecia completamente diferente. A par do agradável cheiro de pão-de-mel, de chocolate e do peru, que era assado devagar, um ambiente de santa alegria pairava sobre toda a cidade.

As roupas novas eram cuidadosamente preparadas. Por volta das cinco ou seis horas da tarde, o movimento das ruas começava a cair. Nas casas todas as lâmpadas eram acesas, as árvores de Natal coruscavam com suas luzinhas coloridas. A noite ia chegando e as pessoas preparavam-se para a Missa. Às dez horas as igrejas começavam a abrir-se e muita gente ia chegando. As senhoras rezavam ou às vezes cochichavam entre si, os homens bocejavam, e as crianças esperavam ansiosas a entrada do Menino Jesus, que seria levado pelo sacerdote para completar o belo pres épio, com a manjedoura ainda vazia.

A bela imagem do Menino Jesus

Ouvia-se um bimbalhar de sinos, os cânticos enchiam a igreja dos sons daquela noite feliz. Nasceu o Menino Jesus! O Padre entrava com uma encantadora imagenzinha de nosso Deus feito menino e a depositava no presépio. Vários fiéis acorriam ali para venerá-la. Começava a Missa, e o Natal chegava a seu auge na hora da Consagração e da Comunhão.

Terminada a Eucaristia, muitas famílias compartilhavam uma deliciosa ceia noite afora, celebrando tão excelso aniversário. Outras preferiam comemorá-lo com um suculento almoço no dia seguinte. Mas o que era comum em todas as casas era ver as crianças, já no dia 25, brincando e desfrutando de seus novos presentes, contentes por ver que o Menino Jesus trouxe a alegria da salvação e os premiou por seu bom comportamento.

Muitas famílias visitavam-se para pessoalmente cumprimentar seus amigos e parentes, desejando-lhes os melhores votos de um Santo Natal, repleto das bênçãos de Deus. Era de fato um tempo de paz em que a fé estava presente e reinava a harmonia entre as pessoas.

Perdeu-se este sentido verdadeiro do Natal? O consumismo, o desejo do gozo da vida e a preocupação apenas com o que é terreno terão conseguido apagar inteiramente nas almas o espírito natalino? Continuará o Natal a ser celebrado sem ter em conta que esta é a festa do nascimento do Menino Jesus, que se encarnou e nasceu de Maria Virgem para nos abrir as portas do céu? Não mais retornarão as inocentes alegrias das festas natalinas de outrora?

Difícil é responder positivamente a essas questões. Mas lembrando-nos do poder da Graça divina, resta-nos a esperança da restauração dessa alegria sobrenatural.

Quiçá, nosso leitor se sinta inspirado a orar para que volte essa atmosfera de inocência e que esse perfume de espírito cristão impregne novamente os lares. Não apenas o perfume de tempos passados, mas o de uma nova era que se aproxima, era do triunfo do Imaculado Coração de Maria, que fará desta festa uma verdadeira “Noite Feliz”… (Revista Arautos do Evangelho, Dez/2002, p. 38-39)

1º Dia do Passeio de Férias

Em frente à Igreja da Candelária

Prezados pais e amigos, salve Maria!

Tudo indicava que o 1º dia no Rio de Janeiro seria um pouco… decepcionante. Isso porque no dia da chegada, dia 10, já estava chovendo e o dia seguinte, 11.07, amanheceu nublado e um tanto frio… para o Rio de Janeiro, é claro!

Entretanto, a Providência Divina costuma exigir confiança dos seus filhos, sobretudo daqueles que a Ela se recomendam de modo especial, e conosco não foi diferente.

Diz um brado: “Confiança, confiança, quem confia sempre avança!” Assim agimos, na base da confiança partimos adiante e Nossa Senhora não nos desamparou, como poderão ver pelas fotos!

 

 

Convite – Festa Julina

Salve Maria! Venham comemorar conosco, traga sua família e festejemos e louvemos os santos do mês de Julho. Será ocasião também da inauguração dos sinos da Capela de Nossa Senhora do Bom Conselho! Programação no convite!

Continue lendo Convite – Festa Julina

Comemorações no último dia 13 de maio!

Coroação

Por feliz coincidência, ou melhor, por pura providência, no domingo, 13 de maio, concorreram três importantes comemorações. A solenidade da Ascensão do Senhor, os 101 anos das aparições de Nossa Senhora em Fátima e o Dia das Mães!

Continue lendo Comemorações no último dia 13 de maio!

13 de Maio e Dia das Mães

Imagem de Nossa Senhora de Fátima pertencente aos Arautos de Curitiba

Convidamos a todos para nossas comemorações do dia 13 de Maio, que além de ser Domingo da Ascensão do Senhor, será aniversário das apararições de Nossa Senhora em Fátima e Dia das Mães.

Continue lendo 13 de Maio e Dia das Mães

Cerimônias do Tríduo Pascal e Domingo de Páscoa

Vigília Pascal – presbitério decorado

Os dias mais solenes do Ano Litúrgico, no qual revivemos, de forma mais profunda, um dos principais mistérios da nossa fé: Paixão, Morte e Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo!

Continue lendo Cerimônias do Tríduo Pascal e Domingo de Páscoa

Convite de Carnaval

Prezados terciários, pais de alunos, amigos, vizinhos, simpatizantes e colaboradores. Convidamos para dias de encontro e união com Jesus Sacramentado. Realizaremos um Retiro de Carnaval para aprofundarmos nossa espiritualidade e nos identificarmos mais com a Pessoa Divina de Nosso Senhor Jesus Cristo. Vejam a programação no convite! Venham participar!

Continue lendo Convite de Carnaval

Aconteceu em… novembro de 2017

Capela São Paulo Apóstolo, dos Arautos de Ponta Grossa

É obra de misericórdia “visitar os enfermos”… no dia 1º de novembro, cooperadores (terciários) dos Arautos do Evangelho visitaram enfermos no Hospital Nossa Senhora das Graças. Momentos de muitas bênçãos e consolações junto à imagem peregrina de Nossa Senhora de Fátima.

Continue lendo Aconteceu em… novembro de 2017