Inscreva-se ao Blog

Digite seu endereço de email para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por email.

Calendário

novembro 2013
D S T Q Q S S
« out   dez »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Posts mais vistos

Revista Arautos

Revista Arautos do Evangelho

Revista Arautos do Evangelho

O sol não vai nascer amanhã

Quem acreditaria na afirmação (ou melhor, negação) do título? Se perguntássemos a alguém se CRÊ que o sol nascerá amanhã, provavelmente responderia:

— Não adianta eu crer ou não crer: o sol nascerá do mesmo jeito!

E se perguntássemos:

— Você crê que Deus existe?

Ouviríamos uma resposta simples como:

— Eu não creio que Deus existe; eu SEI que Ele existe!

Alguém pouco atualizado poderia sair-se com essa:

— Os grandes cientistas não crêem em Deus…

Estaria realmente desatualizado ou pouco informado. Vejamos o que homens da Ciência pensam sobre Deus.

* * *

Albert Einstein, aperfeiçoador da Física pela teoria da relatividade, prêmio Nobel:

“Em todas as leis do universo está manifestado um Espírito infinitamente superior ao homem; nós com todos nossos poderes devemos sentir-nos pequenos.

Creio pessoalmente em Deus e nunca em minha vida cedi à ideologia ateia. Não há oposição entre ciência e religião. O que há são cientistas atrasados, com ideias que não evoluíram… Deus está em todas as minhas teorias e invenções”.

Isaac Newton, sistematizador da Física. Muitas das leis da Física decorrem de explicitações dele:

“A admirável disposição e Harmonia do Universo só é possível a partir de um plano de um Ser omnisciente (que tudo conhece) e onipotente (que tudo pode).

Thomas Edison, o inventor mais fecundo conhecido: cerca de 1.200 invenções, entre elas a lâmpada elétrica:

“Meu máximo respeito e minha máxima admiração a todos os engenheiros, especialmente ao maior deles: Deus”.

Alexandre VOLTA

Marconi, inventor do rádio e da transmissão de dados sem utilizar fios; prêmio Nobel:

“Declaro com orgulho: sou crente em Deus. Ceio no poder da oração, e creio não só como católico, mas também como cientista”.

Alexandre Volta, descobridor das noções básicas da eletricidade. A unidade “volt” é em sua honra.

“Eu confesso a fé santa, católica, apostólica e romana. Dou graças a Deus que me concedeu esta fé; tenho o firme propósito de viver e de morrer nela”.

Alfred Kastler, prêmio Nobel de Física (1966):

“Eu não concebo o mundo senão com um Criador, portanto Deus. Para um físico, um só átomo é tão complicado, supõe tal inteligência, que um universo em que se abstraia de Deus não tem sentido”.

No Comments Yet

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>