Inscreva-se ao Blog

Digite seu endereço de email para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por email.

Calendário

setembro 2013
D S T Q Q S S
« ago   out »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

Posts mais vistos

Revista Arautos

Revista Arautos do Evangelho

Revista Arautos do Evangelho

O poder da inveja

— Você ganhará o que pedir, com a condição de seu rival receber o dobro — prometeu o Rei.

O soberano sabia da rivalidade existente entre os dois cavaleiros. Só não esperava que a inveja e a rivalidade o levasse à esta resposta absurda:

— Peço para ficar cego de um olho!

Assim o rival receberia o dobro: ficar cego dos dois olhos.

O primeiro cavaleiro — chamemo-lhe de Ganelon — preferia ficar cego de um olho, sabendo que o rival ficaria cego dos dois, não podendo realizar como sempre feitos heroicos superiores aos seus. Essa é a força maléfica da inveja.

Veio a necessidade de lutar para defender o reino de uma invasão. Na refrega, Ganelon foi ferido gravemente, apesar das forças do reino terem rechaçado vitoriosamente os agressores.

O discípulo do “Pai, perdoai-os porque não sabem o que fazem”

Após a batalha, qual não é a sua surpresa ao ver se aproximar, tateando, seu rival cego. Informado onde Ganelon estava caído e para lá se dirigiu.

A primeira reação de Ganelon, impedido de defender-se devido aos ferimentos, é achar que seu rival, Bernard, se aproveitaria para vingar-se. Não conhecia o coração generoso de Bernard, ardoroso devoto dAquele que disse: “Perdoai-lhes porque não sabem o que fazem”.

Bernard aproximou-se, cuidou dos ferimentos de Ganelon e de sua remoção para o hospital da cidade vizinha.

Depois de curado Ganelon, não se via no reino dois cavaleiros mais unidos, mais solícitos em ajudarem-se mutuamente.

* * *

Esse foi o enredo da peça de teatro ilustrativa da exposição cujo conteúdo podia resumir-se em: as palavras convencem, os exemplos arrastam. Seguimos assim o princípio sapiencial recomendado pelo Mons. João Clá de ilustrar de modo vivo verdades esquecidas ou mal lembradas. Esse recurso proporciona ficar gravado de modo marcante os ensinamentos da Santa Igreja Católica.

Os jovens assistentes, bem como seus pais, mostraram-se muito manifestativos e participativos. A lição anti-inveja teve um efeito profundo e, peçamos a Deus, duradouro.

Seguiu-se um animado treino de defesa pessoal sob os olhares atentos e amáveis das famílias. Tudo precedido de um solene adoração ao Santíssimo Sacramento e Missa celebrada pelo Padre Arauto, Ryan Murphy, EP, capelão dos Arautos do Evangelho em Curitiba.

Um animado e suculento lanche encerrou as atividades. O animado burburinho atestava o quanto as atividades tinham tocado a fundo a alma de todos.

No Comments Yet

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>